top of page
  • Foto do escritorRayanne Teles

Cicloturismo no Caminho da Luz

Acredito que acertaram no nome: um caminho realmente iluminado.

O maravilhoso Caminho da Luz se inicia na cidade de Tombos - MG, que está localizado geograficamente na porção leste do estado, fazendo divisa com os estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro.


Além de todas as belezas naturais e culturais contempladas pelo Caminho da Luz, o trajeto nos leva a conhecer a “montanha” mais alta de Minas Gerais - o Pico da Bandeira.

Cicloturismo no Caminho da Luz - Foto: Rayanne Teles

O marco inicial do Caminho da Luz é a imponente Cachoeira de Tombos, que é a quinta maior do país em volume de água.


O Caminho é carinhosamente cuidado pela Abraluz - Associação Brasileira dos Amigos do Caminho da Luz, cuja Sede você pode conhecer antes de começar seu percurso.


A fim de arrecadar fundos para a manutenção do caminho, o pessoal da Abraluz vende camisetas, o passaporte e o mapa do Caminho, embora este seja muito bem-sinalizado.


Devidamente credenciados colocamos a bike pra girar.

Caminho da Luz - Foto: Rayanne Teles

Para evitar parte do sofrimento de carregar equipamentos e bagagens na bicicleta, resolvemos organizar um grupo de três pessoas, onde meu irmão e uma amiga foram convidados (ou convocados) a transportar nossas bagagens.


A primeira cidade que alcançamos foi Pedra Dourada. E, falando muito sério, a cidade é dona de uma beleza de tirar o fôlego. Para começar, o centro da cidade é um parque muito bem cuidado cuja atração principal é uma cachoeira. Isso mesmo! Uma cachoeira bem no centro da cidade.


Seguindo pela estrada, fomos “catando” cachoeiras e belas construções ao passar pedalando pelas cidades de Faria Lemos e, a maior cidade do percurso, Carangola.


Cicloturismo no Caminho da Luz - Foto: Rayanne Teles

Se reparar bem, em algumas fotos há estátuas, as quais indicam onde começa e termina o trajeto de uma cidade para outra.


Todas elas foram erguidas em homenagem a personagens da cidade, que contribuíram para a construção da cultura, história e identidade do município e sua gente.


Cicloturismo no Caminho da Luz - Foto: Rayanne Teles

Entre as cidades de Carangola e Caiana, o traçado é feito pela antiga Entrada de Ferro Leopoldina, que ligava Minas Gerais ao Rio de Janeiro.


De Caiana em diante, seguimos para Espera Feliz, uma cidade com inúmeras cachoeiras.

Cicloturismo no Caminho da Luz - Foto: Rayanne Teles

Passamos rapidamente por Caparaó, mas já deu pra te aquele gostinho do que nos esperava no fim da caminhada.


O destino final da nossa jornada é a cidade de Alto Caparaó. Cidade dos melhores e mais premiados cafés artesanais da região. Dizem, inclusive, que essa qualidade é devido às terras altas, frias e úmidas.


Não é á toa que a cidade é a sede do Parque Nacional do Caparaó, Unidade de Conservação que protege o Pico da Bandeira, que é o pico mais alto do estado de Minas Gerais e o terceiro maior do país. É ele que marca o fim da nossa cicloviagem.



Fizemos a subida diurna ao Pico, pois é necessário agendamento para fazer a trilha noturna que possibilita curtir o famoso nascer do Sol no alto do Bandeira. O dia estava bem nublado e a visibilidade lá em cima era quase zero.


Descemos até um dos alojamentos, o tempo começou a abrir e subimos tudo de novo. Chegando lá em cima o tempo fechou novamente. Durante esse trajeto, aprendi muito sobre o real sentido da bike a respeito dos pequenos atos de gentileza e perseverança que podem mudar a nossa realidade.


Minas, são muitas. Venha conosco conhecer o que há de tão lindo entras as paisagens, a cultura e as pessoas que fazem de Minas Gerais um destino impresionante.


Site Oficial: ABRALUZ

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page